Topo

Banco do Brasil reduz IOF para compras com cartão de crédito no exterior para 1,1%, mesmo valor das compras no débito e em espécie

Logo do Banco do Brasil e notas de dólar
Banco do Brasil pagará parte do IOF do cliente de segmentos premium de cartões de crédito. Imagem: Envato/Montagem Andrei Morais
 

O Banco do Brasil anunciou, nesta segunda (25), que passou a cobrar um Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de apenas 1,1% sobre as compras feitas no exterior pelos clientes dos seus segmentos de cartões de crédito mais premium.

O valor normal do IOF das compras em moeda estrangeira com cartão de crédito neste ano é de 4,38%. Então, com a medida, o BB equipara o IOF das compras a crédito àquele cobrado na conversão de reais para moedas estrangeiras para pagamento em espécie ou para câmbio nas compras com cartão de débito lá fora, como ocorre nas contas em dólar como Nomad e Wise.

Para viabilizar o benefício, o Banco do Brasil cobrará apenas o equivalente a 1,1% do cliente e inteirar a diferença de 3,28%, para atingir a alíquota cheia do IOF do cartão de crédito.

A medida é válida para os clientes Ourocard das modalidades Visa Infinite, Mastercard Black, Elo Nanquim, Elo Nanquim Diners Club, Infinite Smiles e Altus.

Cartão de crédito do Banco do Brasil se torna mais competitivo

Com isso, o uso desses cartões de crédito para compras no exterior torna-se verdadeiramente competitivo frente a outras modalidades de câmbio, como o pagamento em espécie e as contas em dólar.

Além de terem o mesmo IOF dessas outras modalidades, as compras internacionais nos cartões BB continuam acumulando pontos e cashback, têm 40 dias para pagar e permitem parcelamento, opções não disponíveis nas modalidades débito, contas em moeda estrangeira e no pagamento em espécie.

Com o IOF cheio de 4,38%, o uso do cartão de crédito em geral não é vantajoso para compras no exterior quando comparado às compras no débito e em espécie, mesmo que a taxa de câmbio da operadora do cartão seja vantajosa.

Agora, os clientes dos cartões BB com IOF de 1,1% precisarão apenas comparar a taxa de câmbio antes de decidir comprar no crédito ou em outras modalidades.

O Banco do Brasil também oferece aos seus clientes uma conta em dólar pelo BB Américas. Embora não divulgue à imprensa o valor do spread de câmbio praticado, simulação feita pelo Seu Dinheiro com as cotações de câmbio oferecidas a um cliente do banco mostra que a conta em dólar do BB pode ser uma das mais vantajosas também nesse quesito.

Tags:

FENECON - Federação Nacional dos Economistas  
Rua Marechal Deodoro, nº 503, sala 505 - Curitiba - PR  |  Cep : 80.020-320
Telefone: (41) 3014 6031 e (41) 3019- 5539 | atendimento: de 13 às 18 horas | trevisan07@gmail.com e sindecon.pr@sindecon-pr.com.br