Topo

Economia está em equilíbrio, mas fiscal pode colocar tudo a perder, alerta Santander

economia inflação pib juros fiscal Santander
Santander: O banco avalia que a atividade econômica deve ter um crescimento mais moderado, mas com pontos positivos. (Imagem: Flickr/Banco do Brasil)

A economia brasileira está em uma trajetória de reequilíbrio, segundo a carta mensal do Santander Asset Management. No entanto, o banco destaca que a política fiscal é um ponto de atenção para o mercado.

O banco avalia que a atividade econômica deve ter um crescimento mais moderado, mas a inflação caminhando para baixo e redução dos juros são pontos positivos.

“Em termos de divulgações mais recentes, os números de atividade sugerem que o PIB ficou de lado ou recuou marginalmente no último trimestre de 2023, de forma compatível com a desaceleração econômica esperada”, diz o documento.

O Santander afirma que a dinâmica do primeiro semestre deste ano deve ser fraca, com alguma recuperação ocorrendo somente no segundo semestre. Com isso, a projeção de extensão do PIB está sendo mantida em 1,5%.

  •  

Economia: Inflação e juros em trajetória de queda

Já para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a tendência continua positiva, com desaceleração das medidas de núcleo.

“Nossa expectativa segue a mesma: inflação mais baixa em 2024 (projeção de 3,7%) com melhora gradual na qualidade das medidas de núcleo”, aponta.

 

Por fim, do lado dos juros, vale lembrar que o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic em 0,50 ponto percentual pela quinta vez consecutiva, levando a taxa básica de juros de 11,75% para 11,25%.

Além disso, o Banco Central não alterou a sua sinalização de cortes nesta mesma intensidade em suas futuras reuniões. “Nesse contexto, seguimos com a expectativa de taxa Selic chegando a 9,5% no final deste
ano e a 8,5% em 2025”, diz o texto.

Vale destacar que a projeção do Santander está acima da projeção média do mercado, medida pelo Relatório Focus. No documento desta semana, as apostas são de a Selic fechar o ano de 2024 em 9%.

Tags:

FENECON - Federação Nacional dos Economistas  
Rua Marechal Deodoro, nº 503, sala 505 - Curitiba - PR  |  Cep : 80.020-320
Telefone: (41) 3014 6031 e (41) 3019- 5539 | atendimento: de 13 às 18 horas | trevisan07@gmail.com e sindecon.pr@sindecon-pr.com.br