Topo

Governo central registra maior déficit primário para meses de fevereiro, rombo de R$ 58,4 bi

déficit superávit governo tesouro nacional
Tesouro Nacional: O resultado primário do governo central acumulado em 12 meses foi de déficit de 252,9 bilhões de reais. (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O governo central registrou déficit primário de 58,444 bilhões de reais em fevereiro, pior saldo para o mês da série histórica iniciada em 1997, informou o Tesouro Nacional nesta terça-feira.

O rombo do mês, composto pelos resultados de Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social, é 37,7% maior que o saldo negativo de 40,614 bilhões de reais, observado no mesmo mês do ano passado.

De acordo com o Tesouro, o déficit de fevereiro é fruto de uma alta real de 27,4% na despesa total, que atingiu 190,938 bilhões de reais, enquanto a receita líquida — que exclui transferências para governos regionais — teve crescimento real de 23,4%, a 132,494 bilhões de reais.

“O aumento real nas despesas totais pode ser explicado principalmente pelo pagamento de precatórios no montante de 30,1 bilhões de reais”, disse o Tesouro em nota.

Com o dado do mês, o resultado primário do governo central acumulado em 12 meses foi de déficit de 252,9 bilhões de reais em valor corrigido pela inflação, equivalente a 2,26% do Produto Interno Bruto (PIB).

No primeiro bimestre, o governo central acumula superávit de 20,941 bilhões de reais, ante saldo positivo de 38,292 bilhões de reais no mesmo período de 2023.

Tags:

FENECON - Federação Nacional dos Economistas  
Rua Marechal Deodoro, nº 503, sala 505 - Curitiba - PR  |  Cep : 80.020-320
Telefone: (41) 3014 6031 e (41) 3019- 5539 | atendimento: de 13 às 18 horas | trevisan07@gmail.com e sindecon.pr@sindecon-pr.com.br